Vídeo-instalação 20'

em 22/05/10

Passei 20 dias no território da Bacia do Jacuipe, sertão da Bahia, cruzei 5 cidades com Catarina, a Kombi, descobri que a natureza germina na fala do sertanejo, numa aliança manifesta com a imaginação. Descobri, acima de tudo, que o sol que seca a paisagem é mesmo que irriga a fala. O sertão é dourado.

Virginia de Medeiros

 


Fotos: João Milet Meirelles

 

Luciana | setembro 27, 2014 às 22h44
Vi seu trabalho no Museu Vale. Sentada na Combi fiquei totalmente envolvida pelas imagens e sons que lá estavam. Um violão tocou uma melodia linda e senti muita saudade de algo que não vivi. Uma estranha e maravilhosa sensação.Parabéns pelo trabalho!
Luciana | setembro 27, 2014 às 22h43
Vi seu trabalho no Museu Vale. Sentada na Combi fiquei totalmente envolvida pelas imagens e sons que lá estavam. Um violão tocou uma melodia linda e senti muita saudade de algo que não vivi. Uma estranha e maravilhosa sensação.Parabéns pelo trabalho!
Luciana | setembro 27, 2014 às 22h42
Vi seu trabalho no Museu Vale. Sentada na Combi fiquei totalmente envolvida pelas imagens e sons que lá estavam. Um violão tocou uma melodia linda e senti muita saudade de algo que não vivi. Uma estranha e maravilhosa sensação.Parabéns pelo trabalho!
tadashi santos | novembro 20, 2011 às 21h57
Estive no man. e via a combi,e entrei dentro dela adorei dava vontade de ficar deitado lá dentro escutando equeles papos sertanejos; foi muito bom parabens; quando eu escutava aqueles papos sertanejos me len=mbrei de meu api quando nós sentava na beira [da fogueira e ficava escutando o grilo cantado.ha ha ha h a adorei pa[rabens! tadashi santos
voltar