Zito de Tanquinho

em 14/03/10

Voltando para Feira de Santana paramos para abastecer Catarina em Tanquinho. Resolvi descer da Kombi para comprar uns quitutes que de longe avistei na lanchonete do Posto Sto Antônio. Lá encontrei 3 figuras encantadoras: Negão, homem de uma fineza impressionante, curioso de conhecimento me fez perguntas, falei do projeto. Com clareza Negão fez uma síntese, objetivando e justificando a minha proposta. Entendeu tudo, fiquei contente. Zito quietinho, do lado direito do balcão, começou a contar um monte estórias, sabia que podia contribuir. Gravei. No final apareceu, como é mesmo o nome dele? Adriano, acho. Calado, calado, mas conhecido como "Língua de metro". - "Ele vai começar a atuar quanto vocês saírem, e amanhã é que vai ser coisa." Afirmou Negão com uma gargalhada bonita e cutucando o amigo. Eles fizeram várias fotos de Catarina, nos despedimos. Olhei pra trás a BR, o Posto, e eles jogando dominó num banquinho encostado na parede da lanchonete.

Fotos: Jon

zito de tanquinho | abril 03, 2010 às 20h23
oi virginia quando voce volta aqui em minha cidade preciso saber para eu me prepar. fique com deus xauuu
leandro santos gerente do posto santo antônio | março 29, 2010 às 14h06
Parabéns seu trablho está maravilhoso.Com pouca intimidade vc descreveu tudo e mais um pouco dessas três figuras focloricas daqui do posto santo antônio pessoas maravilhosas que tiveram a oportunidade e não deixaram passar em branco esse momento unico com vc obrigado.
Virginia de Medeiros 02.abr 11:43 - Olá, Leandro! Foi mesmo uma surpresa parar para abastecer Catarina e encontrar pessoas tão interessantes e interessadas. Surpresas desta curta viagem.
voltar