Gavião

em 10/03/10

A vontade de Lucélia de apresentar a expressão artística de Gavião, escorria como tempestade de verão pelas ruas da simpática cidade. Um toró. Ela nos apresentou o cativo Clovis Moura - escritor, historiador, professor, farmacêutico - homem apaixonado pelas histórias e estórias que correm de boca em boca em Gavião. A muito tempo vem anotando tudo que lhes contam, observando os costumes, a cultura... escreveu o livreto Gavião: Nossa terra Nossa gente, um espécie de árvore frondosa que trará frescor a memória gavionense. Clovis diz que Gavião é nome de pássaro e nome de pássaro também tem várias pessoas que ali vivem: Zé Papagaio, Pomba (mulher de Zé Papagaio), Seu Cárdia, Zabelê (Izabel) entre outros. Catalogou a fauna e flora da caatinga em conversas com trabalhadores da zona rural: caboré, acorda vaqueiro, tito, sofrer, zabelê... animais do ar; mocó, preá, teiú, gigó, guaré... animais da terra; donilo, mussum, tilápia, jundiá... animais da água. Insetos, cactos, rios... nomes no mínimo bonitos de ler. Sem falar no "contos contados e ouvidos", "causos" e fábulas do povo gavionense.

Foi Santo Moura que muito alimentou Clovis, fomos atrás dele e o encontramos com Acácio, caçador. Tem muito caçador no Sertão! Por falar em caçador, a grande surpresa para "Fala dos Confins"estava dentro da casa de Lucélia, seu pai, Seu Benjamin caçador cheio de memórias, amor de Lucélia. Dona Lurdes também falou, sua mãe. Lucélia como diretora de cultura tem muitos sonhos para Gavião.

Seu Benjamin
Dona Lurdes
Seu Acácio
Santo Moura
Seu João


Fotos: Jon

Vaneide | setembro 06, 2016 às 16h13
Adorei principalmente ouvir falar de minha família tia avó Pomba e Zé papagaio
Vaneide | setembro 06, 2016 às 16h13
Adorei principalmente ouvir falar de minha família tia avó Pomba e Zé papagaio
Vaneide | setembro 06, 2016 às 16h12
Adorei principalmente ouvir falar de minha família tia avó Pomba e Zé papagaio
Vaneide | setembro 06, 2016 às 16h12
Adorei principalmente ouvir falar de minha família tia avó Pomba e Zé papagaio
Vaneide | setembro 06, 2016 às 16h12
Adorei principalmente ouvir falar de minha família tia avó Pomba e Zé papagaio
Vaneide | setembro 06, 2016 às 16h12
Adorei principalmente ouvir falar de minha família tia avó Pomba e Zé papagaio
lucas | agosto 16, 2010 às 15h22
oi tia muito bom mesmo!!! adorei ja ouvi muito essas histórias bjos
Tê de Anacleto | junho 02, 2010 às 18h17
Esse site é muito bom para que a memória e a história desse povo nunca seja esquecida! Parabéns
luceide | maio 09, 2010 às 19h36
esta muito lindo . parabéns, e muito bom ver estas pessoas maravilhosas. que saudade do meu povo
Cida | maio 07, 2010 às 16h53
Parabéns,o seu trabalho está lindo,que esse seja o primeiro de Varios...pois nossa Cidade mereçe...Deus te Abrnçõe
Rose | maio 02, 2010 às 10h32
Parabéns Célia ficou maravilhoso o seu trabalho!!!
Henry | abril 29, 2010 às 22h24
gostei muito tia fico muito legal meu pai disse que vosinho conto história ai eu e meu pai gostamos pa caramba disso beijo tchau.
Berlando | abril 29, 2010 às 21h49
fiquei muito orgulhoso do seu trabalho célia parabéns
Edilene | abril 29, 2010 às 10h51
parabéns por esse trabalho maravilhoso muito bom Cália. bjs
Izaias Junior | abril 28, 2010 às 18h58
Olá Virgínia!!!! Saudades linda.... Acredito que o trabalho realizado por você na Bacia do Jacuípe, foi muito satisfatório para todos os envolvidos. Espero que tenhamos atendido suas espectativas e contribuído de verdade para realização do teu Projeto... Ah! mantenha contato............... Saudações Culturais SEMPRE, Izaias Junior dos Reis Silva
Clovis Moura de Gavião Bahia | abril 28, 2010 às 15h31
Muito bom seu trabalho.Espero ter contribuido para o outros possam conhecer nossa cultura.Hoje vc esta no Jornal A Tarde. Assim que vi liguei para Lucelia e vi o seu trabalho no blog.Parabéns
Lucélia | abril 28, 2010 às 09h59
Oi companheira de jornada ,está lindo sue trabalho, enquanto tiver gente como você a memória do nosso povo continuará viva
voltar